Breaking

Post Top Ad

Your Ad Spot

segunda-feira, 4 de maio de 2015

Greve de Professores do Paraná já dura 6 dias

Greve que já dura 6 dias foi perturbada com grande caso de violência no Paraná

Foto: SMSC/29.04.15

A greve no Paraná que já dura seis dias foi atordoada pela ação agressiva da polícia militar do estado do Paraná. A última manifestação feita pelos professores no dia do trabalhador (01/05) teve por volta de 200 feridos, sendo eles grevistas e policiais. 

O maior clímax foi na quarta-feira, em que os professores tentaram invadir a Assembléia Legislativa do Paraná (Alep), com o intuito de impedir a votação que cria mudanças no custeio do Fundo de Previdência Estadual. 

Caso o projeto seja aprovado, haverá uma mudança no salário dos funcionários públicos do Paraná. Os professores estaduais são contra o projeto de lei e foram impedidos de se aproximar do prédio pela polícia militar com balas de borracha, bombas de efeito moral e spray de pimenta. 

(Foto: Everson Bressan, todos os direitos reservados)

Segundo a prefeitura de Curitiba, 213 pessoas ficaram feridas, incluindo um repórter da TV Bandeirantes que foi mordido por um cão da polícia e um fotógrafo da Gazeta do Povo que foi atingido com duas balas de borracha. O governador Beto Richa do PSDB culpou os manifestantes e supostos “Black Blocks’’ pelo que chamou de ação de defesa da PM.

Páginas