Violência contra mulher: Um assunto a se pensar.


O tema da redação do ENEM-2015 "A persistência da violência contra a mulher na sociedade brasileira" provocou discussões de diversos pontos de vista. O tópico em questão fez com que milhões de estudantes refletissem sobre uma realidade que ainda permeia na sociedade, a questão apresentada deu a chance dos alunos apresentarem medidas relacionadas à lei que caracteriza o feminicídio no Brasil.

A violência contra mulheres é uma grave violação dos direitos humanos. O seu impacto varia de imediato a múltiplas consequências físicas, sexuais e mentais, a longo prazo para as mulheres e meninas, pode incluir a morte. Ela afeta negativamente o bem-estar das mulheres e as impede de participar plenamente na sociedade.

A violência não só tem consequências negativas para as mulheres, mas também às suas famílias, da comunidade e do país em geral. Ele tem enormes custos, de maiores cuidados de saúde, de proteção jurídica e perdas de produtividade, impactando os orçamentos nacionais e o desenvolvimento global.


Décadas de mobilização da sociedade e movimentos de mulheres em busca de uma maior atenção a esse assunto, ocasionaram a criação de diversas leis para ampará-las . Um número sem precedentes de países têm leis contra a violência doméstica, agressão sexual e outras formas de violência, inclusive o Brasil que possui a Lei Maria da Penha. Mas os desafios permanecem contudo na implementação dessas leis, limitando as mulheres de acesso à segurança e justiça. Não está sendo feito o suficiente para prevenir a violência contra as mulheres e enquanto isso ocorrer muitas casos ainda ficarão impunes.

Matéria por Victória Dantas, revisada por Aline Santos.

Interviews

Most read of the week