Breaking

Post Top Ad

Your Ad Spot

quinta-feira, 8 de março de 2018

Dia internacional da mulher: mulheres que não tiveram seu devido reconhecimento ao longo da história.


Com o dia internacional da mulher vem a responsabilidade de relembrar e reconhecer grandes feitos das mulheres ao longo do tempo, feitos esses que só melhoraram a vida da população e colaboraram para que a sociedade evoluísse cada vez mais.


Apesar de ser um dia importante para as mulheres e também meninas ao redor do mundo, por conta do empoderamento feminino, às vezes parece que essa data não tem o valor principal, que é ser grato ao progresso que foi feito devido ao gênero feminino.


Essas são algumas mulheres que fizeram a diferença e um pouco de sua trajetória:



Madre Tereza de Calcutá (1910-1997)

Agnes Gonxha, mais conhecida como Madre Tereza, recebeu o prêmio Nobel da paz por dedicar sua vida aos pobres, fundou várias casas religiosas e ajudou um número incontável de pessoas ao longo da vida.

Katherine Johnson (1918)

É uma física, cientista espacial e matemática americana que calculou e analisou os caminhos de voo de muitas espaçonaves quando trabalhava na NASA, o trabalho dela ajudou astronautas chegarem a lua na época da corrida espacial nos anos 60. Em 2015 ela ganhou o Award Presidential Medal of Freedom, sua história foi contada no filme " Estrelas além do tempo".

Marie Curie (1867- 1934)

Foi a primeira mulher do mundo a ganhar um prêmio Nobel. Em uma época onde apenas homens iam para universidades, ela descobriu um elemento químico e iniciou uma revolução no ambiente cientifico. Se formou em física e matemática pela universidade Sourbonne, em Paris, e dedicou sua vida a ciência e a química ganhando outros prêmios.

Frida Kahlo (1907-1954)

Pode ser considerada uma mulher à frente de seu tempo, Frida se tornou um símbolo de surrealismo e do feminismo na década de 50. Foi uma artista mexicana que pintava em seus quadros sua realidade, suas dores e perdas. Ela conseguiu por meio da arte se reerguer e até hoje sua força está presente.

Maria Quitéria (1792 -1853)

Mulher, brasileira ... foi um militar brasileira, heroína na luta de reconhecimento da independência. Se vestia de homem para lutar nas guerras que aconteciam no território baiano, pois não era permitido mulheres. Quando voltou da batalha foi saudada pela população e condecorada no Rio de Janeiro pelo seu ato de bravura.


E várias outras como: Carmem Miranda, Malala Yousafzai, Amélia Earhart, Rosa Parks, Anne Frank, Coco Chanel, etc.

Com essas histórias inspiradoras, essas mulheres que foram além do esperado na época delas e venceram desafios diários, só pelo fato de ser mulher e querer fazer diferença foram as vezes desmotivadas. As histórias delas merecem ser espalhadas e reconhecidas para que mulheres e meninas tenham um exemplo modelo e possam ter seu potencial plenamente desenvolvido, porque sabem que outras já conseguiram.

Materia feita por Eduarda Pinho.

Páginas