Breaking

Post Top Ad

Your Ad Spot

quinta-feira, 26 de novembro de 2015

7 lugares que não parecem de verdade

De um encantador palácio alpino na Alemanha que rivaliza com o Castelo da Cinderela a uma paisagem de cartão postal na Inglaterra que inspirou Beatrix Potter e JRR Tolkien, aqui estão sete destinos dos sonhos que são tão mágicos que é difícil acreditar que sejam reais.

Uma gigantesca colcha de retalhos com ares de caleidoscópio


Os maravilhosos campos de tulipas da Holanda, com suas largas tiras de azuis, vermelhos, rosas e amarelos vibrantes parecem “um trabalho de arte em um livro para crianças”, disse o usuário do Quora Rahul Shankar. Ele acrescenta que o cenário fez com que lembrasse do Mágico de Oz.

Dar a volta nos campos de tulipa a pé ou de bicicleta é um bom programa, e as flores têm uma história interessante: Elas foram importadas para a Holanda no século XVI e tiveram o auge de sua popularidade no século XVII, durante a época de ouro holandesa, quando eram tão cobiçadas que criaram a primeira bolha econômica do mundo: a Tulipa Mania. Os campos mais populares ficam no oeste da Holanda, entre as cidades de Leiden e Den Helder. Outros ficam perto da cidade de Enkhuizen e na província de Flevoland.

Uma fantástica ficção da imaginação de Gaudí

Com suas complexas esculturas simbólicas, campanários e fachadas esculpidas de forma criativa, a Sagrada Família emerge na paisagem urbana de Barcelona como um complexo castelo gótico cheio de histórias, espíritos e segredos.


Projetada por um dos mais famosos arquitetos espanhóis, Antonio Gaudí, a história dessa igreja católica e patrimônio mundial da Unesco é uma lenda em si mesma.A construção começou em 1882, mas menos de um quarto do projeto havia sido completado quando Gaudí morreu, em 1926. Desde então a obra avançou lentamente, interrompida pela Guerra Civil espanhola, um incêndio e uma série de controvérsias contenciosas. O final feliz? Arquitetos planejam completar o projeto em 2016, centenário da morte de Gaudí.

A atração turística mais popular de Barcelona atrai 3 milhões de visitantes por ano, e por uma boa razão: é uma obra de arte como nenhuma outra no mundo. É por isso que Barcelona entrou no mapa, segundo a usuária Aditya Pandya.


"Qualquer pessoa que conhece o trabalho de Gaudí aprecia seus projetos corajosos e criativos, que deixaram uma marca em Barcelona como cidade", escreveu. "O trabalho fenomenal de Gaudí entre as décadas de 1880 e 1920 são em grande parte responsáveis pela personalidade vibrante da cidade e por ela ser reconhecida como a capital cultural da Espanha."

Um local que poderia desbancar livros de super heróis

Com seus vales de cartão postal cercados por lagos resplandecentes, riachos e montanhas, o Lake District, no noroeste da Inglaterra é quase literalmente tirado de um conto de fadas.


"Este local inspirou o Condado (Shire) de JRR Tolkien, o Peter Rabbit de Beatriz Potter e deu o nome à residência dos Lake Poets (Poetas do Lago), incluindo William Wordsworth, Samuel Taylor Coleridge e Robert Southey,” escreveu Jeff Chau. A cada ano, 16 milhões de visitantes visitam os 2.292 km² do parque nacional Cumbrian para passeios de barco pelos lagos e de bicicleta pelas montanhas, todos com visuais inspiradores. Principalmente para quem mora em áreas urbanas, é como entrar num livro de histórias com casas de campo pintadas a cal e campos cercados de muros de pedras cheios de pôneis.

Uma das ilusões de ótica mais mágicas da natureza

Há muito,muito tempo, na distante terra das Ilhas Feroe, o cintilante Lago Sørvágsvatn (também chamado Lago Leitisvatn) ficou conhecido como o mais impressionante de todos os lagos da ilha.


Com mais de 6 km de extensão, é o maior das ilhas Feroe. E, numa interessante ilusão de
ótica, o lago aparenta estar a centenas de metros acima do nível do mar, com o
oceano agitado abaixo de suas calmas águas.Mas a natureza pode iludir, explicou
Aneesh Wairagade. Na verdade, o lago não está a mais de 30m acima do nível do
mar. Um penhasco inclinado na frente do lago, combinado com um certo ângulo da
câmera, faz o lago parecer muito mais alto.


Se for ao local, visite as 18 ilhas vulcânicas e rochosas conectadas por túneis, balsas, estradas e pontos, e veja esta rara ilusão de ótica na ilha de Vagar. Nas ilhas também há pássaros raros, penhascos impressionantes e pradarias cheias de ovelhas.

À beira do precipício


O espetacular precipício de Preikestolen, em Ryfylke, na Noruega, se destaca sobre as águas de Lysefjord e poderia ser cenário para qualquer épico de Hollywood. Também conhecido como “púlpito do pregador” ou “pedra púlpito” pela sua aparência, Preikestolen é um platô rochoso de 25m por 25m que destaca-se a 604m acima das águas cristalinas que ficam abaixo. Segundo Derek Harkness, parece “algo de uma história do Papa-Léguas”.


O penhasco inclinado foi formado durante a Era do Gelo, há cerca de 10 mil anos, quando as bordas de uma geleira se chocaram contra as montanhas ao redor. A água da geleira penetrou nas fendas da montanha e congelou, e por fim quebrou em partes enormes. Com isso, o precipípio se formou. Rachaduras da Era do Gelo no platô acabarão se expandindo e fragmentando a “pedra do púlpito” em uma pilha de cascalho – mas, segundo investigações geológicas, isso não acontecerá em um futuro próximo.

"Se eu fosse uma princesa, ia querer que meu castelo fosse como este"


Se você não acredita em contos de fadas, vai passar a acreditar depois de ver o castelo Neuschwanstein. Uma fortaleza de estilo neorromano que emerge majestosamente dos pés das montanhas alpina do sudoeste da Bavária, dizem que esse palácio serviu de inspiração para o Castelo da Bela Adormecida na Disneylândia e para o castelo da Cinderela na Disneyworld.

Como se tivesse saído direto dos sonhos de menininhas de todo o mundo, essa palácio mágico tem tudo que um castelo de contos de fada exige: localização romântica, fachada de pedra lustrosa, fantásticas torres e um interior elaborado com trajes de cavalheiros sendo exibidos.

“Parece de verdade que o príncipe encantado e sua adorável mulher irão surgir da porta principal para te cumprimentar”, escreveu Danielle Maurer. “Se eu fosse princesa, ia querer que meu castelo fosse como esse.”Na realidade, o castelo foi construído inicialmente como um retiro pessoal do rei Ludwig 2º (ou Luis), o recluso rei da Bavária, em 1869. Imediatamente, após sua morte, em 1886, ele foi aberto ao público e hoje recebe mais de 1,3 milhões de visitantes por ano.

Uma loucura de Alice no País das Maravilhas refletida em uma divertida casa torta


“Isso não é uma ilustração de livro de conto de fadas, é uma casa de verdade”, escreveu Bruce Feldman, descrevendo a fantástica casa torta Krzywy Domek, ou Casa Torta, na Polônia.

Com seu telhado ondulado e portas e janelas tortas, essa construção de 4 mil metros quadrados “foi inspirada pelas ilustrações de livros de contos de fadas da [ilustrador de livros infantis] Jan Marcin Szancer e o trabalho do artista Per Dahlberg”, explica Feldman. O prédio que causa vertigem, na cidade balneária de Sopot, tem um shopping center, restaurantes e uma estação de rádio, e atrai milhares de visitantes a cada ano.

Matéria por Italo Medeiros e revisada por Ana Maria.

Fonte: BBC Future

Páginas