Breaking

Post Top Ad

Your Ad Spot

segunda-feira, 8 de abril de 2019

SOLIDÃO: UM GRITO DE SOCORRO

Solidão. Essa palavra fala  por si mesma. Sozinha pode fazer muito estrago, mas quando vem acompanhada por ansiedade, tristeza e angústia, é capaz de despedaçar sonhos, destruir conquistas e acabar com vidas. No Brasil a taxa anual de suicídio é enorme. Estima-se que a cada 46 minutos uma pessoa tira a própria vida. Dentre muitas causas, a solidão é uma delas. Pessoas que não têm ninguém para compartilhar suas dores e que sofrem sozinhas têm uma tendência maior a cometer tal ato.
É preciso entender que na maioria das vezes existem motivos para que a pessoa se isole ou afaste as outras de seu convívio social; traumas, bullying, decepções, depressão e a não-aceitação pessoal em relação aos outros (quando a pessoa não se aceita como é, e se vê insuficiente quando se auto compara às outras pessoas), dentre outros.
De fato, nenhum desses motivos justifica o suicídio, mas buscar justificativas não resolve o problema. Trata-se de humanidade, e com isso a preocupação central não é achar os porquês, e sim, salvar vidas. Por isso, atitudes desumanas como o buylling, são inaceitáveis e só contribuem para o sofrimento da vítima.
Em escolas é muito comum que adolescentes sejam excluídos do convívio social da turma. Geralmente porquê agem, pensam, usam, ou se vestem de forma diferente. Muitos querem se sentir aceitos no ambiente que vivem e acabam se tornando solitários contra sua vontade.
É necessário que a gravidade disso seja percebida. A solidão nunca foi uma boa saída, se isolar pode custar muito mais do que se pensa, as vezes, pode custar uma vida. Para que isso mude, é necessário que haja pessoas conscientizadas de que isso é um problema sério, e que simples atitudes como incluir, respeitar as diferenças e principalmente entender que cada pessoa é única e não existem regras para a existência, e por isso cabe a cada um, viver como quiser, podem mudar a trajetória de uma vida.
Vida. Não precisa de muita coisa para viver feliz, mas apenas uma faísca pode desencadear coisas terríveis. Valorizar a vida não significa fazer tudo que quiser sem pensar nas consequências, nem viver fazendo tudo para todos de modo que todos estão felizes e você sofrendo. É encontrar um equilíbrio entre viver com alegria e fazer o outro feliz como se a sua vida dependesse disso, pois a vida só será valorizada, quando a humanidade se der conta que a vida do próximo é tão importante quanto a sua.


Matéria feita por André
Redigida por Nicole Pires

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Páginas