Breaking

Post Top Ad

Your Ad Spot

segunda-feira, 6 de maio de 2019

A DESIGUALDADE DE GÊNERO E SUA REPERCUSSÃO MASCARADA POR UMA SOCIED

A desigualdade de gênero se caracteriza como um fenômeno social. Analisado pela sociologia, é quando ocorre a discriminação e/ou preconceito por conta do seu gênero, seja feminino ou masculino.
O Brasil ocupa o 90° lugar no ranking do Fórum Econômico Mundial, que examina a igualdade entre homens e mulheres em 144 países; Constata-se que mulheres obtêm menos oportunidades, renda, espaço e reconhecimento no trabalho. A desigualdade reconhece a diferença entre ambos os gêneros, (em biologia, psicologia e normas culturais) e que há trabalhos ou tarefas mais destinados a pessoas de sexo masculino ou de sexo feminino.
No mundo todo, há também alguns tabus sendo quebrados. Agora se tem estilistas homens, costureiros, donos de casa e etc. O preconceito quanto a isto está sendo deixado de lado, o que pra nós como sociedade é bom, pois além dessa conquista para os homens, mulheres também andam quebrando paradigmas: Futebol feminino, mulheres nas Forças Armadas, mulheres na Física e em territórios antes definidos como somente do sexo masculino. Porém neste caso, ainda há muitas interferências. Vale ressaltar que desde criança, somos ensinados que temos papéis e funções diferentes em uma sociedade. Assim crescemos e assim, muitas das vezes pregamos, reproduzindo o mesmo discurso.
Quer você seja uma mulher em uma fazenda de chá no Quênia, em Wall Street ou uma atriz de Hollywood, ninguém recebe pagamento igual - Emma Watson em entrevista à Esquire;
Evidentemente, mulheres são taxadas de incapazes por conta de serem o que são, injustamente condenadas pela estatura física, como se ombros largos masculinos os fizessem mais fortes; isto não é de hoje, sempre existiu. Essa distinção se fez presente quando as mulheres no mito de Atena e Poseidon (na luta por apadrinhar a cidade da Ática), foram castigadas por votarem na deusa da Sabedoria e da Arte, fazendo diferente dos homens. Essa distinção se faz presente quando é visto mulheres recebendo menos que homens, no mesmo cargo ou até em cargos superiores a eles. Está enraizado, porém há muitas maneiras para que isso acabe. Ainda são pregadas máscaras que dificultem enxergar isso, como mais espaço para elas. Muita das vezes isso não é real, pode ser cedido a vaga para uma mulher, mas seu salário menor e o preconceito em suas costas não ajudam em nada.
     A luta não para, o espaço cedido deveria vir como combo: espaço + respeito igualitário. Pois, mesmo com tantas conquistas políticas, isso não mudou totalmente a classe hierárquica social.

Etimologia da palavra Desigualdade: Prefixo DES- (indicando oposição) + Igualdade, do Latim, AEQUALITAS, aquilo que é igual, uniforme.

Matéria feita por Nicole Pires.
Redigida por Maria Fernanda Cândido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Páginas