Breaking

Post Top Ad

Your Ad Spot

quarta-feira, 22 de maio de 2019

Você, inteligente de uma vez por todas!

O que diferencia os seres humanos dos animais é a inteligência, que é a virtude de conhecer, aprender e compreender algo. Quando o assunto é esse, geralmente as pessoas se lembram de grandes matemáticos como Pitágoras ou grandes inventores como Thomas Edson. Mas inteligência não se resume apenas a isso.

Pode-se observar que a sociedade só considera a pessoa como sendo inteligente, quando a mesma resolve cálculos com facilidade, cria inovações científicas ou apenas pelo fato de estudar medicina, direito ou engenharia. Isso é construído e colocado na mente das pessoas desde a infância, e por mais incrível que pareça, esse processo se inicia na escola.
Crianças que despertam uma maior habilidade em matérias como: matemática e português, geralmente são destaques da turma e supervalorizadas por seus professores e pais, enquanto aquelas que apesar de não conseguirem resolver cálculos e interpretar textos, podem demonstrar uma grande habilidade artística ou esportiva. Estas, são estereotipadas como burras e incapazes, pelos professores, pais e, principalmente, pelos colegas de classe.

O dano que isso causa nessas pessoas é imenso, e a falta de apoio da família em investir em áreas que seus filhos demonstram certa habilidade só reforça a idéia de que: se eles não têm facilidade nessas matérias logo, não são inteligentes. Desvalorizando assim, a particularidade do indivíduo. No Brasil 11% dos estudantes do ensino médio largam a escola, talvez essa taxa fosse menor se um dia alguém tivesse os encorajado e investido em suas aptidões.

Além disso, pode ocorrer uma falta de identidade, porque se um colega de classe é considerado muito inteligente por resolver problemas matemáticos, por exemplo, e a pessoa em questão é taxada como burra, é claro que essa pessoa não vai querer ser ela mesma. Vai sempre tentar ser igual aqueles que estão em destaque, e como consequência, vai limitar sua individualidade.

Portanto, é preciso desmitificar tudo isso e compreender que todos são inteligentes e muito capazes, porém, cada um com suas habilidades e talentos. Inteligência vai além de matérias escolares, é a singularidade dos indivíduos, trata-se de identidade, personalidade e isso define a felicidade.

Feita por: André Lessa
Redigido por: Thais Silva

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Páginas