Breaking

Post Top Ad

Your Ad Spot

quarta-feira, 27 de outubro de 2021

Harriet Tubmam


 

Harriet Tubman foi uma mulher negra que dedicou a sua vida a lutar contra a escravidão nos Estados Unidos do século XIX

 

O nome de nascimento de Tubman era ( Araminta Ross ). conhecida como ( Minty ). Harriet foi a quinta criança de um total de nove que o casal Harriet Green (sua mãe) e Benjamin Ross (seu pai) tiveram juntos. Como os pais de Tubman eram escravos, logo ela também começou a realizar os primeiros trabalhos sob a mesma condição.

Durante sua adolescência um acontecimento marcou a vida de Tubman. Ela estava a caminho do armazém local quando viu um capataz perseguindo um escravizado  que estava fugindo. Ela se colocou na frente do capataz para ajudar a pessoa que estava em fuga e acabou sendo atingida na cabeça por um peso de 1 kg, lançado pelo capataz contra o fugitivo.

Esse acidente causou então  ferimentos gravissimos em Tubman, e dizem que ela tenha sofrido uma concussão. Ela ficou com sequelas graves, que passou a sofrer de fortes dores de cabeça e teve crises de narcolepsia.

Entre 1844 e 1845, Tubman casou-se com John Tubman, um negro livre. Logo após o seu casamento, ela oficializou sua mudança de nome, abandonando o Araminta e adotando o Harriet, igual o nome de sua mãe, e com isso ela passou a se chamar Harriet Tubman.

Tubman descobriu que o antigo dono de sua mãe tinha deixado um testamento que garantia a liberdade dela e de seus filhos. Então, pela justiça, Tubman deveria ter nascido liberta, mas os Brodess teriam ignorado essa determinação do antigo dono da sua mãe. Ela não acionou a Justiça porque as chances de que vence-se era minimas.

Tubman decidiu que deveria fugir do domínio dos Brodess depois que seu dono começou a manifestar interesse de vendê-la. Essas intenções foram reforçadas quando Edward Brodess morreu, e temendo que sua família fosse separada e que ela e seus parentes fossem enviados para o sul dos Estados Unidos, Tubman escolheu fugir e durante a fuga ela se utilizou da Underground Railroad, uma rede secreta de pessoas que fornecia ajuda a escravizados que fugiam.

Por meio dessa rede, muitas pessoas forneciam ajuda aos escravizados, levando-os por lugares que os permitiram chegar a cidades do norte dos Estados Unidos, onde a escravidão era proibida ou ao Canadá. Durante o trajeto, muitos ajudavam com abrigos para os escravizados, e foi por essa rede que Tubman alcançou a Filadélfia, na Pensilvânia.

Quando estava em liberdade, Tubman começou a trabalhar cuidando da casa de pessoas e também, ela se engajou na luta para garantir que outros negros escravizados garatiriam a sua liberdade, e tornou-se uma das melhores guias na rede da Undergroud Railroad. Por meio da qual, Tubman conseguiu resgatar sua família e levá-los em segurança, para o Canadá.

Ela também ficou ativa em dezenas de outras missões ao longo da década de 1850. Em suas expedições, Tubman costumava levar soníferos para usar nas crianças, caso elas começassem a chorar, e tinha um rifle, usado para ameaçar aqueles que resolviam abandonar a expedição e retornar à escravidão. Isso era uma medida de segurança, pois aqueles que abandonavam o grupo poderiam colocar todos em risco.

Em 1861, iniciou-se a Guerra Civil Americana. Nesse conflito, os estados do sul dos Estados Unidos declararam a sua separação da União, anunciando a formação dos Estados Confederados da América. Esse conflito se rendeu até 1865, com a derrota dos sulistas com 600 mil mortos.

Harriet Tubman fez parte desse conflito alistando-se ao exército da União, lutando, portanto, pelos nortistas. A essa altura, sua fama como guia nas expedições ao sul já era muito grande e ela teve papéis importantes na guerra civil. Trabalhou como batedora e como espiã, angariando informações sobre tropas e instalações dos confederados no sul.

Em julho de 1863, ela liderou as tropas de James Montgomery em uma expedição no rio Combahee. Nessa expedição, as tropas da União destruíram importantes linhas de suprimento dos confederados, além de terem conseguido libertar cerca de 750 escravizados. Essa ação militar foi a primeira liderada por uma mulher na história norte-americana.
A morte de Harriet Tubman aconteceu no dia 10 de março de 1913, em Auburn, por conta de uma pneumonia. Seu funeral aconteceu com honrarias militares, e ela se tornou muito importante da luta antirracista nos Estados Unidos. Desde 2016, existe um projeto nos Estados Unidos que debate a inclusão do rosto de Tubman na nota de 20 dólares.

Repórter: Davi Rosa Urbano Da Silva

Redigido por: Cassiane Araujo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Páginas