Breaking

Post Top Ad

Your Ad Spot

sábado, 20 de novembro de 2021

Dia da Consciência Negra

                                                   

                                                          




                                                              DIA DA CONSCIÊNCIA NEGRA

 
Consciência negra é trazer a memória que os negros apresentam relativamente a sua história, sua herança e cultura, o que encoraja a luta negra contra a discriminação. 

O Dia da Consciência Negra surgiu através de um grupo chamado Palmares. Esse grupo foi iniciado em 1971 por universitários negros, em Porto Alegre. Um dos seus principais objetivos, era refletir sobre a situação dos negros no Brasil.

Na primeira reunião do grupo, houve à ideia de criar um dia para celebrar a importância da cultura negra, e escolheram o dia em que Zumbi dos Palmares foi assassinado, porque se identificavam com a história de Zumbi.

Após a abolição formal da escravidão no dia 13 de maio de 1888, a busca pela igualdade por direitos dos negros jamais cessou.

A discriminação, sentida em todas as áreas, tornou o negro excluído da sociedade, da educação e consequentemente, do mercado de trabalho.

Essa exclusão, através de muita luta, foi diminuindo aos poucos, e o negro foi encontrando lugar nos esportes e artes, mas não tinha acesso à universidade, por exemplo.

A resistência persiste, mas o objetivo é lutar contra os grilhões contemporâneos do descaso, da desigualdade social, da desigualdade econômica e da ignorância. As conquistas, no Brasil, ainda estão no campo cultural. O brasileiro ainda precisa conhecer a história do negro, e entender que se deve pugnar pela igualdade para constituir um país mais justo.

Ao longo do tempo, uma sociedade que conhece e respeita a história, a luta, o sofrimento e as conquistas da comunidade negra, desde a sua retirada do seio materno africano a partir do século XV até a contemporaneidade no Brasil.

Deste modo, era preciso um dia para lembrar desta manifestação constante que os negros realizam, para serem aceitos da mesma forma que os brancos no Brasil.

Repórter : Davi Rosa Urbano Da Silva
Redigido por: Júlia Muniz
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Páginas